Drauzio Varella revela que recebeu ameaças e admite: “O erro foi meu, totalmente meu”

 

 

 

 

 

Em março de 2020, o renomado médico Drauzio Varella causou polêmica ao abraçar uma detenta durante uma reportagem do Fantástico, da Globo. A mulher em questão era Suzy Oliveira, presa por estupro e assassinato de uma criança. O ato gerou uma série de debates e controvérsias sobre a atuação do profissional no ambiente prisional.

Em entrevista para a Splash, do site UOL, durante a celebração dos 50 anos do programa ‘Fantástico’, Drauzio Varella admitiu que o erro foi inteiramente dele. Com mais de três décadas de experiência trabalhando em presídios, ele afirmou nunca ter abraçado um detento antes, pois isso não fazia parte de sua relação com os encarcerados. O médico enfatizou que, no momento da reportagem, estava atuando como repórter, não como médico, e não tinha conhecimento do crime que Suzy havia cometido.

“O erro foi meu, totalmente meu”, disse ele.

Drauzio Varella salientou que, ao abraçar a detenta, estava se deixando levar pela emoção do momento e pela vulnerabilidade que viu nos olhos da prisioneira. Ele reiterou que o abraço não fazia parte do roteiro da reportagem nem era apropriado para a situação.

“Eu sou médico, não sou juiz, eu tenho gente mais preparada do que eu para julgar”, disse ele.

O médico justificou o abraço em Suzy: “”Eu me comovi com aquela pessoa que me olhou de um jeito tão desprotegido, tão triste, que me deu vontade de dar um abraço nela, que não fazia parte do script nenhum, nem caberia”.

Infelizmente, o ato de compaixão também acarretou sérias consequências para Drauzio Varella. Ele revelou ter recebido ameaças de morte após a exibição da reportagem. A polêmica se espalhou nas redes sociais e na mídia e virou assunto por um bom tempo.

O abraço inesperado e a falta de contexto sobre o crime cometido por Suzy geraram revolta em algumas pessoas que acreditavam que Drauzio estava minimizando a gravidade do crime cometido pela detenta.

O pedido de desculpas da Globo

Suzy foi presa por assassinato e estupro de um menino de nove anos. A Globo e o médico se desculparam posteriormente, o pedido de desculpas da emissora foi feito inclusive dentro no Jornal Nacional.

A família do menino processou o médico e a TV Globo, que foram condenados a pagar R$ 150 mil por danos morais em primeira instância. Só que a Globo recorreu, e tanto a emissora como Drauzio ficaram livres de pagar a indenização, e agora o processo está no STJ.

Você também deve se interessar

Ex-marido de Andressa Urach aparece na internet com nova namorada: ‘dona de imobiliária’

Ex-marido de Andressa Urach aparece na internet com nova namorada: ‘dona de imobiliária’

Thiago Lopes, ex-marido da famosa Andressa Urach, recentemente revelou ao mundo sua nova namorada....

Larissa Manoela se ‘pronuncia’, curtindo postagem que critica os próprios pais: ‘começam um inferno’

Larissa Manoela se ‘pronuncia’, curtindo postagem que critica os próprios pais: ‘começam um inferno’

Larissa Manoela acabou causando mais polêmica nesta quinta-feira, 3 de agosto, ao curtir um tweet...

Após a tragédia: Fotos mostram como apartamento que Maisa Silva estava ficou depois de incêndio

Após a tragédia: Fotos mostram como apartamento que Maisa Silva estava ficou depois de incêndio

No último sábado (29), um incêndio ocorreu em um apartamento localizado na Zona Norte do Recife,...

Você está aqui: